Página 1 de 2 12 ÚltimoÚltimo
Resultados 1 a 30 de 32
  1. #1
    EXPERIENTE Avatar de Mendiga
    Data de Ingresso
    Dec 2005
    Posts
    61
    Post Thanks / Like
    Obrigado
    0
    Agrad. 0 vez(es) em 0 posts

    Lightbulb Excesso de proteinas

    Terminei um ciclo tem quase 1 mes e to fazendo a mesma dieta so que cortei carbo a noite e aumentei as doses de proteinas diarias, aí minha mao e meu pe comecaram a descascar e acho que to com acido urico e me falaram que pode ser excesso de proteinas. Alguem ai ja teve isso??
    Na teoria 100% mas.............. e na prática??!??

  2. #2
    RONNIE COLEMAN Avatar de gabows888
    Data de Ingresso
    Feb 2005
    Posts
    1.106
    Post Thanks / Like
    Obrigado
    0
    Agrad. 0 vez(es) em 0 posts

    Padrão

    Bebe muiiiiiiiita agua e me fala uma coisa: no seu ciclo tinha 17aa? Se tinha, corre pro medico fazer examessss
    PS> evita usar mais q 3-4gPTN/kg..eh besteira msm qdo tah ciclando usar mais q isso.
    []'s

  3. #3
    EXPERIENTE Avatar de Mendiga
    Data de Ingresso
    Dec 2005
    Posts
    61
    Post Thanks / Like
    Obrigado
    0
    Agrad. 0 vez(es) em 0 posts

    Padrão

    Citação Postado originalmente por gabows888
    Bebe muiiiiiiiita agua e me fala uma coisa: no seu ciclo tinha 17aa? Se tinha, corre pro medico fazer examessss
    PS> evita usar mais q 3-4gPTN/kg..eh besteira msm qdo tah ciclando usar mais q isso.
    []'s
    Eu bebo mais de 3l por dia, meu ciclo nao tinha 17aa e eu nao calculo a quantidade de proteinas diarias nao, mas com certeza nao passa de 4g/kg... ela fica em torno de 2-3g/kg.
    Na teoria 100% mas.............. e na prática??!??

  4. #4
    RONNIE COLEMAN
    Data de Ingresso
    Apr 2005
    Posts
    1.186
    Post Thanks / Like
    Obrigado
    0
    Agrad. 0 vez(es) em 0 posts

    Padrão

    Citação Postado originalmente por Mendiga
    Eu bebo mais de 3l por dia, meu ciclo nao tinha 17aa e eu nao calculo a quantidade de proteinas diarias nao, mas com certeza nao passa de 4g/kg... ela fica em torno de 2-3g/kg.

    Concerteza deve ser desidratacao,seu corpo usa bastante agua pra converter amonia negocio e beber agua mesmo...

    Ta a quanto tempo nessa dieta de proteina ?

  5. #5
    EXPERIENTE Avatar de Mendiga
    Data de Ingresso
    Dec 2005
    Posts
    61
    Post Thanks / Like
    Obrigado
    0
    Agrad. 0 vez(es) em 0 posts

    Padrão

    Citação Postado originalmente por Pequenino-RJ
    Concerteza deve ser desidratacao,seu corpo usa bastante agua pra converter amonia negocio e beber agua mesmo...

    Ta a quanto tempo nessa dieta de proteina ?
    3 litros de agua vc acha pouco? Chutei por baixo, eu consumo muito + que 3 litros... e nao eh dieta de proteina, eu so tirei o carbo a noite e aumentei as doses de proteinas, mas coisa pouca tambem... tem quase 1 mes ja...
    Na teoria 100% mas.............. e na prática??!??

  6. #6
    O patrão - Highlander Avatar de kross
    Data de Ingresso
    Sep 2004
    Posts
    3.115
    Post Thanks / Like
    Obrigado
    84
    Agrad. 44 vez(es) em 30 posts

    Padrão

    teve uma epoca que tomei tanta proteina que deu excesso de acido urico tb , chego a um ponto q nao podia extrapolar que dava vomito , etc. E foi indo dizendo medico que devido anabolizante e excesso de proteina formo uma areia na minha vesicula , que se eu continuasse assim formaria pedra .



    Obs: quando minha mao descasca e boca é problema de figado =)

  7. #7
    EXPERIENTE Avatar de jeanps69
    Data de Ingresso
    Dec 2005
    Posts
    158
    Post Thanks / Like
    Obrigado
    0
    Agrad. 0 vez(es) em 0 posts

    Padrão

    Eu fiquei foi entupido, tive que ir no médico 3 dia sem cagar....ai ela disse que era devido ao alto consumo de proteína ,,.. que ressecava as fezes...passou um remédio Plantaben, até que é gostoso ele.

  8. #8
    EXPERIENTE Avatar de jeanps69
    Data de Ingresso
    Dec 2005
    Posts
    158
    Post Thanks / Like
    Obrigado
    0
    Agrad. 0 vez(es) em 0 posts

    Padrão

    agora eu mijo peido e cago feito um condenado...e meus peido tão fedendo que só a porra;.

  9. #9
    EXPERIENTE Avatar de Mendiga
    Data de Ingresso
    Dec 2005
    Posts
    61
    Post Thanks / Like
    Obrigado
    0
    Agrad. 0 vez(es) em 0 posts

    Padrão

    Agora vcs me animaram hein hahuahauahaua pqp
    Na teoria 100% mas.............. e na prática??!??

  10. #10
    EXPERIENTE Avatar de jeanps69
    Data de Ingresso
    Dec 2005
    Posts
    158
    Post Thanks / Like
    Obrigado
    0
    Agrad. 0 vez(es) em 0 posts

    Padrão

    huihiuhiaHA

  11. #11
    Banned Avatar de -HUNTER-
    Data de Ingresso
    Sep 2004
    Localização
    Hunters Land
    Idade
    34
    Posts
    7.850
    Post Thanks / Like
    Obrigado
    6
    Agrad. 17 vez(es) em 17 posts

    Padrão

    Tb aconselharia tomar muita água. Como vc ñ usou 17aa no seu ciclo, ñ creio que seja problema no fígado.

    Mas vc tem histórico de problemas de fígado na família ? Ressecamentos assim normalmente são sintomas de problemas dele.

    De qq forma, fiz um tópico sobre ácido úrico mas ele sumiu, se tiver paciência, leia isso:

    ÁCIDO ÚRICO


    O conhecimento do metabolismo do ácido úrico é necessário para entender como ocorrem as diversas doenças a ele relacionadas e para possibilitar o tratamento adequado. Sabemos que as alterações dos níveis séricos, do ácido úrico para cima ou para baixo causam complicações como:

    gota,
    artrite úrica,
    insuficiência renal aguda e/ou crônica,
    cálculo renal, etc.


    O ácido úrico é um produto do metabolismo das purinas (proteínas), por ação de uma enzima. Ele é um ácido fraco e a sua forma ionizada, o urato monossódico, é a forma encontrada no plasma humano, no líquido extra-celular e na sinóvia. A sinóvia é o líquido viscoso, que preenche as cavidades articulares.

    Os alimentos contêm diversas substâncias constituídas por moléculas que são:

    os açúcares (hidrato de carbono),
    gorduras (ácidos graxos)
    e proteínas (aminoácidos).


    Os aminoácidos se decompõem no organismo em:

    ácidos nucléicos,
    nucleotídios
    e bases purínicas.


    As purinas estão presentes nos alimentos ingeridos e também em proteínas do nosso próprio organismo.

    As purinas sofrem um processo de degradação em hipoxantina e esta se transforma em xantina. Por sua vez, a xantina, por ação irreversível de uma enzima denominada de xantina oxidase, se transforma em ácido úrico e este em urato de sódio. A maior parte dos uratos são produzidos no fígado provenientes do desdobramento das proteínas endógenas e exógenas. Vale ressaltar que a velocidade e a quantidade de ácido úrico formado a partir das purinas dependem da xantina oxidase, quanto maior for a quantidade desta enzima maior a formação de ácido úrico. Há defeitos familiares, como pequena produção da enzima que, herdados, podem influir na quantidade de ácido úrico formado.

    Na evolução da nossa espécie, perdemos uma enzima produzida no fígado, a uricase e só nos restou a xantina oxidase. As aves, répteis e peixes que conservaram a uricase conseguem oxidar o urato em alontoina, uma substância 80 a 100 vezes mais solúvel que o urato e que é facilmente excretada pelo rim. Isto permite que esses animais tenham níveis muito baixos de ácido úrico.

    Assim, as enzimas humanas, transformadoras das purinas, não são tão perfeitas como a uricase de outros animais; por isso, a taxa dos uratos do nosso organismo está no limite da solubilidade dos uratos, que é de 6,8 mg %, na temperatura normal do corpo humano. Os sais de urato de sódio são muito solúveis à temperatura de 37º C, mas se depositam com facilidade nas articulações periféricas, joelhos, tornozelos, calcanhares e artelhos do pé, nos quais a temperatura do corpo é mais baixa, provocando inflamações. Quando o ácido úrico é superior a 8 mg % no plasma sangüíneo, ele pode se depositar em qualquer tecido do organismo, dependendo muito das condições locais. Quando isso ocorre, pode surgir processo inflamatório como gota, artrite, tofo e nefrite.

    As dosagens do ácido úrico no sangue e na urina de 24 horas são de grande valor para o diagnóstico das alterações do metabolismo do ácido úrico. Para uma coleta sanguínea adequada de ácido úrico, é necessário um jejum de pelo menos 4 horas antes do exame. Deve-se, também, suspender alguns medicamentos que podem alterar para índices mais altos o resultado do exame, como:

    álcool,
    vitamina C,
    cafeína,
    diuréticos,,
    teofilina e fenotiazidas.


    Índices menores podem ocorrer quando se usa alopurinol, clofibratos, corticoides, estrógenos e anticoagulantes.

    O ácido úrico é excretado para fora de nosso organismo pelo rim, bile e sucos intestinais. A taxa do ácido úrico no plasma humano depende do equilíbrio entre a absorção e produção de um lado e a destruição e excreção de outro lado.

    De uma maneira geral, o organismo humano não é capaz de metabolizar ou destruir os uratos, por isso, para manter equilibradas e normais as taxas de ácido úrico no organismo, é necessário que ele seja eliminado pelo rim e/ou pelo intestino.

    Por ser muito hidrossolúvel, o urato é facilmente eliminado pelo rim em quantidades de 600-700 mg/dia nas dietas normais. Num indivíduo normal, 1/3 do ácido úrico é degradado e excretado pelo intestino e 2/3 pelo rim.

    Na falência do rim, a degradação e eliminação do ácido úrico são extremamente aumentadas pelo intestino. A degradação é provocada pelas bactérias intestinais, que pode atingir até 80 % da excreção diária de ácido úrico.

    Quando o ácido úrico está aumentado no sangue, dizemos que há hiperuricemia e, quando as taxas se encontram diminuídas, se diz que há hipouricemia.

    Veremos, a seguir, mais detalhes sobre essas duas alterações do ácido úrico.

    HIPOURICEMIA

    Considera-se que há hipouricemia, quando o ácido úrico plasmático é inferior a 2,5 mg%. É uma síndrome clínica assintomática com várias causas, pouco conhecida. A hipouricemia deve ser investigada e tratada para evitar conseqüências desagradáveis como a formação de cálculos de ácido úrico, que ocorre pelas grandes perdas renais de uratos. A hipouricemia pode ser primária (permanente) ou adquirida (intermitente).

    A hipouricemia primária ocorre em casos hereditários ou quando há grandes perdas de xantina pela urina (hiperxantinúria). A perda de xantina diminui muito o material necessário para a transformação de xantina em ácido úrico e, como conseqüência, ele está diminuído no plasma.

    Na hipouricemia adquirida, o ácido úrico está muito baixo porque é eliminado em grandes quantidades pela urina. Isto pode ocorrer pelo uso de substâncias uricosúricas que aumentam a perda de ácido úrico pela urina como aspirina em altas doses, benziodarona, citrato, probenecide, ácido ascórbico, estrógenos e outros. Outro tipo de hipourecemia adquirida ocorre com o uso indiscriminado e não controlado de alopurinol, substância inibidora da ação da enzima xantina oxidase, que transforma a xantina em ácido úrico.

    O tratamento da hipouricemia é evitar as causas que levam à diminuição de ácido úrico plasmático.

    HIPERURICEMIA

    A hiperuricemia é o termo referente ao estado sangüíneo no qual o ácido úrico no plasma (soro) está acima de 6 mg% nas mulheres e 7 mg% nos homens. De uma maneira geral, os homens hiperuricêmicos têm o início da elevação do ácido úrico na puberdade, mas os sintomas clínicos surgem de 10 a 20 anos após. A hiperuricemia ocorre em 10-15% da população acima de 40 anos. Geralmente assintomática, a hiperuricemia está relacionada a outras doenças, como:

    a acidose metabólica,
    alcoolismo,
    diabete,
    gota,
    hipertiroidismo,
    toxemia gravídica,
    policitemia,
    leucemia,
    uso abusivo de diuréticos
    e, em certos casos, de cálculos renais.


    Também ocorre na ingesta exagerada de proteínas (purinas) e nos exercícios extenuantes. Para explicar a razão por que o ácido úrico está correlacionado à hiperglicemia, descobriu-se que níveis elevados de ácido úrico aumentam a resistência de nossos tecidos à ação da insulina. Por isso, é freqüente ocorrer hiperuricemia e hiperglicemia.

    A hiperuricemia pode ocorrer por superprodução ou por diminuição da excreção renal e intestinal de ácido úrico. A deficiência de excreção urinária de uratos é responsável por 85 a 90% das hiperuricemias primárias e secundárias. A hiperuricemia costuma ocorrer mais nos homens a partir da puberdade, com maior incidência na faixa entre 30-40 anos e nas mulheres, na menopausa. Os estrógenos aumentam a depuração do acido úrico e, por isso, não é comum encontrar hiperuricemia nas mulheres antes da menopausa.

    A hiperuricemia pode ser de duas categorias:

    Primária
    e Secundária


    É primária quando o ácido úrico está elevado no sangue independente de doenças coexistentes ou drogas que alterem a produção e excreção dos uratos. Secundária, quando a elevação se deve a doenças existentes, drogas e dietas que alteram a produção e excreção de ácido úrico. Um exemplo de drogas que influem nas taxas de ácido úrico são os diuréticos, principalmente, tiazídicos e furosemide, que causam um aumento nos níveis de ácido úrico em torno de 2-3mg% nos pacientes que os usam. O aumento reflete uma diminuição da excreção urinária de ácido úrico provocado pelo efeito do diurético. Na grande maioria dos pacientes que usam diuréticos, esse aumento não tem grande importância, mas é problemático nos que têm predisposição para gota, podendo ser responsável pelo desencadeamento de crises gotosas.

    A hiperuricemia, em 75% dos pacientes, é assintomática, pois o paciente não apresenta nenhum sintoma seja artrite, gota, tofo ou litíase. Nos restantes 25%, podem ocorrer sintomas como: gota, artrite, litíase (cálculos renais), doenças renais (nefrite) e formação de depósitos de ácido úrico, formando os tofos.

    A hiperuricemia assintomática costuma ocorrer freqüentemente com:

    abuso sistemático do álcool,
    obesidade
    e uso crônico de drogas que inibem a excreção de ácido úrico, antiinflamatórios e diuréticos.


    A presença de hiperuricemia é associada a fatores de risco cardiovascular como:

    hipertensão arterial,
    hiperlipidemia,
    diabete
    e alterações vasculares coronárias. (Vide mais detalhes sobre hiperuricemia no capítulo gota e rim).


    A hiperuricemia poderá apresentar-se, clinicamente, sob a forma de:

    gota,
    artrite,
    doença úrica renal aguda ou crônica
    e litíase (ver ácido úrico e doenças renais).


    Tratamento da hiperuricemia

    A hiperuricemia é um fator de risco para as doenças cardio-vasculares e renais; por isso, é necessário que o ácido úrico plasmático se mantenha normal. Para isso, é necessário que o médico procure as causas do aumento e oriente o tratamento adequado. Pode ocorrer um ataque agudo articular, provocando a artrite úrica (gota). Neste caso, deve-se usar antiinflamatórios e analgésicos nas crises de dor. Quando há superprodução de ácido úrico devem ser usadas substâncias hipourecemiantes pelo bloqueio da enzima xantina-oxidase.

    No paciente que elimina mal o ácido úrico pelo rim podem ser usados os uricosúricos que aumentam a excreção renal de uratos. Com a diminuição da produção e aumento da excreção dos uratos, se faz a profilaxia das recorrências de artrite, gota, nefrite e cálculos renais. Há fatores predisponentes que devem ser excluídos como:

    o uso abusivo e constante de álcool, dietas inadequadas e medicações que diminuem a excreção urinária de uratos como, diuréticos, antinflamátorios e outros.

    Um ponto fundamental do tratamento é manter o ácido úrico abaixo do normal por um tempo nunca inferior a 6 meses para que os uratos sejam desmobilizados dos tecidos e ossos, evitando a deposição dos cristais

    A dieta é um item importante do tratamento do ácido úrico, mas não o único. Os alimentos não recomendados e que devem ser evitados pelos pacientes com hiperuricemias são aqueles ricos em purinas, como:

    as carnes,
    miúdos (fígado, coração, língua e rins),
    peixes pequenos,
    frutos do mar como as sardinhas, arenque, anchova, mexilhão, camarão e ovas de peixes.
    Os caldos e ensopados devem ser evitados porque o ácido úrico é muito hidrossolúvel e quando qualquer tipo de carne é cozido em água, o ácido úrico se difunde e se concentra nos líquidos de cozimento.
    Certos grãos como feijão, grão de bico, ervilha, lentilha e grãos integrais têm muita purina e devem ser evitados.


    Para finalizar, cabe dizer que toda a dieta, por melhor que seja, só pode reduzir em 25% os valores plasmáticos do ácido úrico. Isso ocorre em aproximadamente 10 dias após o início da dieta.

    Perguntas que você pode fazer ao seu médico:

    Quais são os órgãos comprometidos pelo ácido úrico?

    Quais são as complicações quando o ácido úrico está elevado?

    Qual a dieta alimentar que devo seguir?

    Existem medicamentos que elevam o ácido úrico?

    O cálculo de ácido úrico depende dos níveis plasmáticos de ácido úrico ?

    Bjos e boa sorte

    Filha primogênita da fé, a prece nos encaminha para a senda que conduz a Deus (Allan Kardec)

  12. #12
    EXPERIENTE Avatar de Mendiga
    Data de Ingresso
    Dec 2005
    Posts
    61
    Post Thanks / Like
    Obrigado
    0
    Agrad. 0 vez(es) em 0 posts

    Padrão

    Citação Postado originalmente por -HUNTER-
    Tb aconselharia tomar muita água. Como vc ñ usou 17aa no seu ciclo, ñ creio que seja problema no fígado.

    Mas vc tem histórico de problemas de fígado na família ? Ressecamentos assim normalmente são sintomas de problemas dele.
    Tenho historico de problemas de figado na familia sim, o negocio eh + complicado do q imaginava... vou marcar uma consulta com um medico e fazer alguns exames.

    To bebendo bastante agua e vou dar uma maneirada nas proteinas por enquanto.

    Brigadinha pela ajuda!!
    Na teoria 100% mas.............. e na prática??!??

  13. #13
    O patrão - Highlander Avatar de kross
    Data de Ingresso
    Sep 2004
    Posts
    3.115
    Post Thanks / Like
    Obrigado
    84
    Agrad. 44 vez(es) em 30 posts

    Padrão

    mao descascando é figado , e vesicula biliar , é algo assim sei la =(

  14. #14
    Banned
    Data de Ingresso
    Dec 2005
    Localização
    Rio of Janeiro
    Idade
    27
    Posts
    1.371
    Post Thanks / Like
    Obrigado
    0
    Agrad. 0 vez(es) em 0 posts

    Padrão

    o problema do acido urico parece nao ter relaçao com o seu consumo de PTN,vc diagnosticou isso quanto tempo após mudar a dieta?

  15. #15
    EXPERIENTE Avatar de Mendiga
    Data de Ingresso
    Dec 2005
    Posts
    61
    Post Thanks / Like
    Obrigado
    0
    Agrad. 0 vez(es) em 0 posts

    Padrão

    Citação Postado originalmente por Carioka
    o problema do acido urico parece nao ter relaçao com o seu consumo de PTN,vc diagnosticou isso quanto tempo após mudar a dieta?
    Em torno de 2 semanas...
    Na teoria 100% mas.............. e na prática??!??

  16. #16
    Banned Avatar de will_odonto
    Data de Ingresso
    Jan 2006
    Idade
    29
    Posts
    19
    Post Thanks / Like
    Obrigado
    0
    Agrad. 0 vez(es) em 0 posts

    Padrão

    diminui a proteina pra 2g/kg q tah bom pow.... se vc jah ciclou e mandou bastante proteina, a gora dah uma diminuida pra 2g q vc ainda cresce legal!

  17. #17
    Jay Cutler Avatar de klaus
    Data de Ingresso
    Oct 2005
    Localização
    gluebasin, ES
    Posts
    2.575
    Post Thanks / Like
    Obrigado
    0
    Agrad. 9 vez(es) em 9 posts

    Padrão

    Citação Postado originalmente por jeanps69
    agora eu mijo peido e cago feito um condenado...e meus peido tão fedendo que só a porra;.
    WTF?? peido fedendo a porra?
    ih, reveja seus aerobicos, huehuehue.
    ---------------------------------------

    mendiga, tb acho provavel q seja figado, maos descascando costuma ser sinal q algo nao vai bem com ele.
    melhor negocio eh fazer alguns exames p ver como ele esta.
    Última edição por klaus; 05-01-2006 às 04:20 PM.
    "É simplesmente impossível construir tamanho ou força muscular executando apenas o que você já é capaz de realizar facilmente; constantemente, você deverá tentar o momentaneamente impossível"(A. Jones)

    JESUS CRISTO: O VERDADEIRO E UNICO MISTER UNIVERSO


  18. #18
    SCHWARZENEGGER Avatar de Fábio
    Data de Ingresso
    Sep 2004
    Localização
    Brasília
    Idade
    26
    Posts
    544
    Post Thanks / Like
    Obrigado
    4
    Agrad. 0 vez(es) em 0 posts

    Padrão

    Citação Postado originalmente por klaus
    WTF?? peido fedendo a porra?
    ih, reveja seus aerobicos, huehuehue.
    ---------------------------------------

    mendiga, tb acho provavel q seja figado, maos descascando costuma ser sinal q algo nao vai bem com ele.
    melhor negocio eh fazer alguns exames p ver como ele esta.
    Isso ae, não brinca não...

  19. #19
    EXPERIENTE Avatar de luiz_brasilia
    Data de Ingresso
    Dec 2005
    Posts
    52
    Post Thanks / Like
    Obrigado
    0
    Agrad. 0 vez(es) em 0 posts

    Padrão

    toma mais liquido vei.. agua sucos.. ajudam

  20. #20
    EXPERIENTE Avatar de Mendiga
    Data de Ingresso
    Dec 2005
    Posts
    61
    Post Thanks / Like
    Obrigado
    0
    Agrad. 0 vez(es) em 0 posts

    Padrão

    Se eu beber + agua do que ando bebendo melhor eu virar um peixe logo..

    Reduzi as proteinas e as casquinhas da mao estao sumindo...
    Na teoria 100% mas.............. e na prática??!??

  21. #21
    SCHWARZENEGGER
    Data de Ingresso
    Sep 2004
    Posts
    754
    Post Thanks / Like
    Obrigado
    0
    Agrad. 0 vez(es) em 0 posts

    Padrão

    Deixa eu entende, voce ta "saindo" de um ciclo, pelo jeito com problemas nos figados e talvez nos rins e ta achando que eh por causa do excesso de PROTEINA?

    Voce fez TPC? Usou complementos pra saude dos figados?

  22. #22
    INICIANTE Avatar de Denys_Schwartz
    Data de Ingresso
    Feb 2005
    Posts
    42
    Post Thanks / Like
    Obrigado
    0
    Agrad. 0 vez(es) em 0 posts

    Padrão

    Eu também já tive isso! Mas nunca ciclei, nem nunca tive problema de fígado! Tive 2 vezes.. Também me disseram que pode ser excesso de proteina aliado a desidrataçao!
    Abs

  23. #23
    SCHWARZENEGGER Avatar de MRJP
    Data de Ingresso
    Oct 2004
    Idade
    29
    Posts
    963
    Post Thanks / Like
    Obrigado
    0
    Agrad. 88 vez(es) em 42 posts

    Padrão

    Não sei até que ponto, NA PRÁTICA, o excesso de proteína pode levar a alguma patologia. É fato que existem patologias relacionadas ao metabolismo das proteínas (representados por acúmulos de gotículas eosinofílicas dentro das células) mas essas são mais relacionadas ou a deficiência do desdobramento protéico (no processo de síntese endógena) ou pro deficiência celular em absorver aos aminoácidos.

    Em alguns estudos é sugerido que dietas ricas em proteínas podem aumentar a chance de nefrolitíase ("pedra no rim") e perda óssea(1). Ao mesmo tempo outros indicam a proteína como um nutriente indispensável para a saúde óssea(2).

    Alguns estudos referem uma queda nas taxas de aminoácidos livres (como glutamina e taurina) em dietas ricas em proteínas(3) mostrando um efeito paradoxal.

    Os problemas bioquímicos relacionados a esse tipo de dieta (por exemplo acúmulo de gordura e amônia) eu não acho necessário comentar ja que eles são vastamente comentados por todos.

    Dessa forma, eu concluo que uma dieta com excessiva quantidade de proteínas não é necessária. Algo como 2-3g/kg acho ser o suficiente.

    Referências

    1. Effect of high protein diet on stone-forming propensity and bone loss in rats. Amanzadeh J, Gitomer WL, Zerwekh JE, Preisig PA, Moe OW, Pak CY, Levi M.
    2. Dietary protein: an essential nutrient for bone health.Bonjour JP.
    3. Inverse relationship between protein intake and plasma free amino acids in healthy men at physical exercise. Anders H. Forslund1, Leif Hambræus1, Hugo van Beurden1, Ulf Holmbäck1, Antoine E. El-Khoury2, Gunilla Hjorth1, Roger Olsson1, Mats Stridsberg1, Leif Wide1, Torbjörn Åkerfeldt1, Meredith Regan2, and Vernon R. Young2




    Abraços!!

  24. #24
    O patrão - Highlander Avatar de kross
    Data de Ingresso
    Sep 2004
    Posts
    3.115
    Post Thanks / Like
    Obrigado
    84
    Agrad. 44 vez(es) em 30 posts

    Padrão

    Citação Postado originalmente por avian
    Deixa eu entende, voce ta "saindo" de um ciclo, pelo jeito com problemas nos figados e talvez nos rins e ta achando que eh por causa do excesso de PROTEINA?

    Voce fez TPC? Usou complementos pra saude dos figados?
    mulher nao faz tpc , e protecao pra figado e bobagem.

  25. #25
    EXPERIENTE Avatar de Mendiga
    Data de Ingresso
    Dec 2005
    Posts
    61
    Post Thanks / Like
    Obrigado
    0
    Agrad. 0 vez(es) em 0 posts

    Padrão

    Citação Postado originalmente por Denys_Schwartz
    Eu também já tive isso! Mas nunca ciclei, nem nunca tive problema de fígado! Tive 2 vezes.. Também me disseram que pode ser excesso de proteina aliado a desidrataçao!
    Abs
    Nao tem nada a ver com o ciclo, foi o excesso de proteinas sim, dei uma reduzida e as casquinhas ja sumiram todas...
    Na teoria 100% mas.............. e na prática??!??

  26. #26
    EXPERIENTE Avatar de Mendiga
    Data de Ingresso
    Dec 2005
    Posts
    61
    Post Thanks / Like
    Obrigado
    0
    Agrad. 0 vez(es) em 0 posts

    Padrão

    Citação Postado originalmente por avian
    Deixa eu entende, voce ta "saindo" de um ciclo, pelo jeito com problemas nos figados e talvez nos rins e ta achando que eh por causa do excesso de PROTEINA?

    Voce fez TPC? Usou complementos pra saude dos figados?
    Deixa eu entender, vc nao sabe: o ciclo que fiz, a droga que foi usada, a duracao, minha dieta, minha rotina etc. Que eu saiba mulher nao faz TPC e eu nao to achando... agora eu tenho certeza que o acido urico foi por causa do excesso de proteinas.

    Acho que se vc nao pode ajudar, pelo menos nao atrapalhe...
    Na teoria 100% mas.............. e na prática??!??

  27. #27
    O patrão - Highlander Avatar de kross
    Data de Ingresso
    Sep 2004
    Posts
    3.115
    Post Thanks / Like
    Obrigado
    84
    Agrad. 44 vez(es) em 30 posts

    Padrão

    Citação Postado originalmente por Mendiga
    Deixa eu entender, vc nao sabe: o ciclo que fiz, a droga que foi usada, a duracao, minha dieta, minha rotina etc. Que eu saiba mulher nao faz TPC e eu nao to achando... agora eu tenho certeza que o acido urico foi por causa do excesso de proteinas.

    Acho que se vc nao pode ajudar, pelo menos nao atrapalhe...
    eu avisei heheheheheh , viva a TPM !

  28. #28
    SUPER-MODERADOR Avatar de CHAPA de HONRA
    Data de Ingresso
    Sep 2004
    Localização
    na pqp..porra!
    Posts
    2.909
    Post Thanks / Like
    Obrigado
    0
    Agrad. 6 vez(es) em 6 posts

    Padrão

    Citação Postado originalmente por MRJP
    Não sei até que ponto, NA PRÁTICA, o excesso de proteína pode levar a alguma patologia. É fato que existem patologias relacionadas ao metabolismo das proteínas (representados por acúmulos de gotículas eosinofílicas dentro das células) mas essas são mais relacionadas ou a deficiência do desdobramento protéico (no processo de síntese endógena) ou pro deficiência celular em absorver aos aminoácidos.

    Em alguns estudos é sugerido que dietas ricas em proteínas podem aumentar a chance de nefrolitíase ("pedra no rim") e perda óssea(1). Ao mesmo tempo outros indicam a proteína como um nutriente indispensável para a saúde óssea(2).

    Alguns estudos referem uma queda nas taxas de aminoácidos livres (como glutamina e taurina) em dietas ricas em proteínas(3) mostrando um efeito paradoxal.

    Os problemas bioquímicos relacionados a esse tipo de dieta (por exemplo acúmulo de gordura e amônia) eu não acho necessário comentar ja que eles são vastamente comentados por todos.

    Dessa forma, eu concluo que uma dieta com excessiva quantidade de proteínas não é necessária. Algo como 2-3g/kg acho ser o suficiente.

    Referências

    1. Effect of high protein diet on stone-forming propensity and bone loss in rats. Amanzadeh J, Gitomer WL, Zerwekh JE, Preisig PA, Moe OW, Pak CY, Levi M.
    2. Dietary protein: an essential nutrient for bone health.Bonjour JP.
    3. Inverse relationship between protein intake and plasma free amino acids in healthy men at physical exercise. Anders H. Forslund1, Leif Hambræus1, Hugo van Beurden1, Ulf Holmbäck1, Antoine E. El-Khoury2, Gunilla Hjorth1, Roger Olsson1, Mats Stridsberg1, Leif Wide1, Torbjörn Åkerfeldt1, Meredith Regan2, and Vernon R. Young2




    Abraços!!



    Entao..mas eu penso que ninguem vai fazer uma dieta de 5gr/7gr/kg de proteina pro resto da vida... mas sim por um certo periodo.. 6 ou 8 semanas..dependendo do objetivo a ser alcançado...

  29. #29
    SCHWARZENEGGER
    Data de Ingresso
    Sep 2004
    Posts
    754
    Post Thanks / Like
    Obrigado
    0
    Agrad. 0 vez(es) em 0 posts

    Padrão

    Citação Postado originalmente por Mendiga
    Deixa eu entender, vc nao sabe: o ciclo que fiz, a droga que foi usada, a duracao, minha dieta, minha rotina etc. Que eu saiba mulher nao faz TPC e eu nao to achando... agora eu tenho certeza que o acido urico foi por causa do excesso de proteinas.

    Acho que se vc nao pode ajudar, pelo menos nao atrapalhe...
    TPC eh diminutivo pra Terapia Pos Ciclo, nao eh somente hormonal, mas tambem deveria ser levado em conta saude dos orgaos, entao mulher deveria sim fazer TPC.

    E na boa, pra quem falou que protecao pra figado eh bobagem nao pensa no longo prazo.

    ps. logicamente nao sei o ciclo, dieta etc, pois voce nao mencionou.

    Mas aqui vai alguns artigos sobre proteina e como pode te afetar:
    1. Poortmans JR, Dellalieux O. Do regular high-protein diets have potential health risks on kidney function in athletes? Int J Sports Nutr 2000;10:28-38.
    2. Walser M. Effects of protein intake on renal function and on the development of renal disease. In: The Role of Protein and Amino Acids in Sustaining and Enhancing Performance. Committee on Military Nutrition Research, Institute of Medicine. Washington, DC: National Academies Press, 1999, pp. 137-154.
    3. Klahr S, Levey AS, Beck GJ et al. The effects of dietary protein restriction and blood-pressure control on the progression of chronic renal failure. N Engl J Med 1994;330:877-884.
    4. Martin WF, Armstrong LE, Rodriguez NR.
    Dietary protein intake and renal function.
    Nutr Metab (Lond). 2005 Sep 20;2:25.
    PMID: 16174292 [PubMed]
    Última edição por avian; 09-01-2006 às 01:02 PM.

  30. #30
    O patrão - Highlander Avatar de kross
    Data de Ingresso
    Sep 2004
    Posts
    3.115
    Post Thanks / Like
    Obrigado
    84
    Agrad. 44 vez(es) em 30 posts

    Padrão

    Citação Postado originalmente por avian
    TPC eh diminutivo pra Terapia Pos Ciclo, nao eh somente hormonal, mas tambem deveria ser levado em conta saude dos orgaos, entao mulher deveria sim fazer TPC.

    E na boa, pra quem falou que protecao pra figado eh bobagem nao pensa no longo prazo.

    ps. logicamente nao sei o ciclo, dieta etc, pois voce nao mencionou.

    Mas aqui vai alguns artigos sobre proteina e como pode te afetar:
    1. Poortmans JR, Dellalieux O. Do regular high-protein diets have potential health risks on kidney function in athletes? Int J Sports Nutr 2000;10:28-38.
    2. Walser M. Effects of protein intake on renal function and on the development of renal disease. In: The Role of Protein and Amino Acids in Sustaining and Enhancing Performance. Committee on Military Nutrition Research, Institute of Medicine. Washington, DC: National Academies Press, 1999, pp. 137-154.
    3. Klahr S, Levey AS, Beck GJ et al. The effects of dietary protein restriction and blood-pressure control on the progression of chronic renal failure. N Engl J Med 1994;330:877-884.
    4. Martin WF, Armstrong LE, Rodriguez NR.
    Dietary protein intake and renal function.
    Nutr Metab (Lond). 2005 Sep 20;2:25.
    PMID: 16174292 [PubMed]
    eu que falei e continuo achando bobagem.

Página 1 de 2 12 ÚltimoÚltimo

Informações de Tópico

Usuários Navegando neste Tópico

Há 1 usuários navegando neste tópico. (0 registrados e 1 visitantes)

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •  

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37